Redução de horas da doméstica no eSocial: o que você precisa saber Redução de horas da doméstica no eSocial: o que você precisa saber

Redução de horas no eSocial: o que o empregador precisa saber

3 minutos para ler

Em 1 de abril de 2020, através da MP 936, ficou definido que o empregador, em acordo com a empregada doméstica, poderia reduzir a jornada de trabalho da mesma em até 70%. No entanto, é importante que o empregador lance a redução de horas no eSocial. 

Acompanhe este post para saber como fazer isso.

Como lançar a redução de horas no eSocial?

Para lançar a redução de horas no eSocial, o empregador deverá seguir os seguintes passos:

  • Acessar o eSocial;
  • Clicar em “Empregados”;
  • Logo após, clicar em “Consultar ou Alterar Dados Contratuais”;
  • Ajustar a jornada de trabalho;
  • Inserir de forma manual os novos horários da doméstica.

Além disso, é importante que o empregador informe quando a redução de horas começou a valer. Para isso, é necessário ir em “Data de início de vigência da alteração”.

Também é importante ressaltar que, após o fim do período determinado previamente da redução de horas, o empregador deverá restabelecer a jornada de trabalho e o valor do salário de forma integral. Para isso, o empregador pode utilizar o mesmo caminho que apresentamos assim.

Dessa forma, o empregador e a empregada doméstica se mantém regularizados. 

Powered by Rock Convert

E em caso de suspensão de contrato?

Caso o empregador em acordo com a empregada doméstica tenha optado pela suspensão do contrato, ao invés da redução de horas, ele também deve lançar essas informações no eSocial. Contudo, ele deve realizar os seguintes passos:

  • Acessar o eSocial;
  • Clicar em “Empregados”;
  • Ir em afastamento temporário no cadastro da doméstica;
  • Preencher a data de início e término da suspensão;
  • Selecionar o motivo “Suspensão temporária do contrato de trabalho nos termos da MP 936/2020”.

Assim, ao realizar esse passo a passo, as folhas de pagamento desse período em que a mesma estará afastada irão ser consideradas “Sem movimento”. Dessa forma, elas não precisarão ser encerradas.

Além disso, é importante lembrar que, uma vez que o empregador realize a suspensão de contrato da empregada doméstica, o décimo terceiro da mesma será afetado.

Precisa de ajuda nos lançamentos do eSocial?

Para evitar irregularidades na situação da empregada doméstica, o empregador deve sempre se lembrar de lançar as informações devidamente no eSocial, inclusive a redução de horas. No entanto, nós da SOS Empregador Doméstico sabemos que esse trabalho pode trazer diversas dúvidas.

Pensando nisso, nós elaboramos um serviço especializado para que o empregador possa ter todos os documentos regularizados e lançados no eSocial. Para isso, nós contamos com um time especializado que há 12 anos atende clientes em todo o território nacional. 

A SOS Empregador Doméstico ajuda desde o cadastro no eSocial até e gestão de documentos retroativos, além de compliance trabalhista, rescisões e gestão de RPA. Você ainda pode entrar em contato com nosso suporte por telefone ou email. Além disso, todos os documentos estarão no seu e-mail.

Quer saber sobre como a SOS Empregador Doméstico pode te ajudar? Entre em contato com um de nossos especialistas.

Posts relacionados

Deixe um comentário