Entenda como garantir a segurança no local de trabalho da doméstica Entenda como garantir a segurança no local de trabalho da doméstica

Entenda como garantir a segurança no local de trabalho da doméstica

7 minutos para ler

Todo ambiente de trabalho oferece riscos. As causas para acidentes e incidentes que podem acontecer com a sua empregada são diversas, por isso é importante seguir normas que garantam a segurança no local de trabalho. Além disso, a funcionária tem direito a um ambiente saudável.

O direito é previsto conforme os artigos 13 e 17 da convenção 189 e 19 da Recomendação 201 da Organização Internacional do Trabalho — OIT, para os trabalhadores domésticos. Só para ilustrar, os fatores que determinam a gravidade dos riscos que um funcionário corre podem envolver o tempo de exposição, a concentração, a intensidade e a natureza do risco.

Inegavelmente a segurança no local de trabalho é uma responsabilidade do patrão. Ele deve ficar atento aos riscos mais comuns, e ainda, criar normas para evitar situações que ameacem a proteção da funcionária. 

A segurança engloba os aspectos físicos e mentais, ou seja, não é só o corpo da funcionária que deve ficar a salvo, mas também o seu psicológico. Vamos abordar abaixo as principais preocupações que um chefe deve ter.

Os riscos físicos mais comuns

O Ministério do trabalho classifica os riscos em cinco tipos na portaria 3.214, de junho de 1978. O texto conta com diversas normas regulamentadoras – NR, conforme a legislação do trabalho, envolvendo a segurança e a medicina do trabalho. Então, o patrão deve prestar atenção em como os funcionários estão expostos a esses riscos. Só para exemplificar as maiores ameaças às empregadas domésticas, que são:

  • janelas;
  • escadas;
  • limpeza em geral;
  • carregamento de peso;

Cuidados com os riscos químicos

Os riscos químicos envolvem produtos que podem afetar o corpo, quando há exposição constante ou acidental. Se acaso a empregada entre em contato com um produto químico pode ter de reação as alergias, queimaduras e até mesmo intoxicações. 

O cotidiano é cheio de produtos que podem nos causar isso, que é o caso de produtos de limpeza, de higiene, entre outros. A contaminação química pode acontecer pelas vias:

  • respiratória;
  • cutânea;
  • digestiva.

As ameaças biológicos no emprego doméstico

Os riscos biológicos são provocados pela presença dos organismos que provocam doenças aos humanos. A COVID-19 é um ótimo exemplo de risco biológico. Existem várias formas de ser contaminada pelos vírus. Há outros fatores que podem ser ameaças biológicas, como:

  • bactérias;
  • fungos;
  • vírus;
  • bacilos;
  • parasitas.

Os riscos ergonômicos

Os riscos ergonômicos fazem parte do dia a dia, que são responsáveis pelo estresse físico da doméstica. Não apenas a postura inadequada não é o único fator, podemos falar também do transporte e levantamento de cargas pesadas, movimentos repetitivos, entre outros.

Postura errada

As empregadas que trabalham em pé correm o maior risco de sofrer as consequências da postura incorreta. Os sintomas mais comuns são a fadiga muscular da panturrilha e as varizes. 

Por isso, é interessante o patrão observar se a doméstica consegue realizar suas tarefas em posição favorável, por exemplo, se a altura da tábua de passar roupa permite que a empregada fique numa postura confortável. 

É interessante também organizar a rotina da doméstica, para permitir pequenas pausas, para evitar Lesão por Esforços Repetitivos — LER.

Levantamento de peso

A empregada não pode levantar e transportar cargas muito pesadas, a fim de evitar sobrecarga na coluna, causando assim traumas e lesões. Se acaso for preciso carregar peso, é ideal que a empregada:

  • antes de tudo, os obstáculos do caminho antes da movimentação;
  • fique com a coluna reta;
  • mantenha a carga próxima do corpo;
  • usar as duas mãos, com cargas proporcionais.

A saúde mental também faz parte da segurança no local de trabalho

Ao contrário do que se pode parecer, a saúde mental também faz parte de um ambiente de trabalho seguro e saudável. 

O estresse ocupacional é um conjunto que tem como consequências o desgaste emocional e um clima de trabalho ruim. As causas que podem provocar o estresse são variadas, mas as principais são:

  • sentimentos de incapacidade;
  • condições de trabalho;
  • pressão dos chefes.

Os acidentes de trabalho são comuns 

É considerado acidente de trabalho quando a funcionária se machuca no serviço, assim como que perde ou tem redução da capacidade de fazer suas atividades. Os riscos de acidentes acontecem quando o ambiente de trabalho pode colocar em risco a integridade física da doméstica.

O patrão deve identificar os riscos que tenham relação com as atividades da empregada, o que varia de trabalho doméstico para o outro. Quedas, escorregamentos e queimaduras são acidentes de trabalho, por exemplo. É preciso ter Equipamentos de Proteção Individual – EPIs – para cada atividade que apresente risco.

Como identificar os riscos para segurança no local de trabalho da doméstica

Tem alguns pontos mais comuns que são os principais fatores que ameaçam a segurança do local de trabalho. 

Eletricidade

Equipamentos que usam eletricidade podem ser um risco para empregada sofrer uma descarga elétrica, não apenas por ligar eles com mãos ou pés descalços, mas também por ter plugs danificados. O ideal é usar esses equipamentos com luvas e calçados que isolem a energia elétrica

Limpezas com água

O piso molhado pode causar escorregões que podem resultar em lesões, ou ainda, fraturar algum osso. É uma das principais ameaças à segurança no local de trabalho da empregada. A doméstica deve usar calçados antiderrapantes de cano longo e impermeável na hora de lavar qualquer parte da casa.

Água sanitária

Este produto químico é muito comum na limpeza. O mau uso da água sanitária pode causar conjuntivite química, alergia, queimadura, e até mesmo falta de ar. Antes de manusear, a doméstica deve vestir luvas de borracha, óculos de segurança e avental.

Cozinhar

A cozinha é palco para vários acidentes domésticos. A empregada pode cortar a mão, queimar qualquer parte do corpo e até mesmo derrapar na cozinha. Sobretudo, esse ambiente exige atenção redobrada! 

Em resumo, ela não deve caminhar com facas na mão, além de se proteger antes de tirar o vapor da panela, além de usar luvas térmicas ao usar forno. Além disso, avental e luvas para proteção de cortes também são indicados.

Aspirar pó

Essa atividade pode ser perigosa não só pela eletricidade, mas também por danos à audição. É indicado que a doméstica prenda o cabelo e não use roupas soltas perto das aberturas e partes móveis do eletrodoméstico. O patrão deve fornecer também protetores auriculares, para que ela vista enquanto usa o aspirador de pó.

Saiba como garantir a segurança no local de trabalho

A segurança no local de trabalho garante um ambiente digno para a doméstica. Ademais, você não quer que sua empregada fique afastada por acidente de trabalho, não é mesmo? Tomar as medidas preventivas é uma obrigação tanto quanto registrar a empregada doméstica, é algo essencial de se saber.

Então, você precisa seguir os canais da SOS Empregador Doméstico para se manter informado. Estamos presentes não só no LinkedIn, Facebook e no Instagram, postando dicas e informações importantes para os empregadores domésticos. Nos encontraremos lá!

saiba quais são as mudanças na Lei Trabalhista em tempos de covid-19.
Posts relacionados

Deixe um comentário