Descubra o custo de uma babá Descubra o custo de uma babá

Custo da contratação de uma babá: o que você precisa saber

5 minutos para ler

A babá é uma funcionária importante para muitas famílias. Mas antes de contratar uma babá, é importante saber o custo envolvido.

Visão geral sobre a contratação e os custos de uma babá

Quando se trata de cuidar dos filhos, muitos pais não têm tempo suficiente para fazer tudo sozinhos. É aí que entra a figura da babá, uma profissional que pode ajudar a aliviar a carga de trabalho dos pais e garantir que os filhos sejam bem cuidados.

Mas contratar uma babá cumprindo os requisitos formais de contratação envolve diferentes custos, que vai além da questão salarial. Em vista disso, neste artigo, vamos dar algumas dicas sobre o que você precisa saber sobre o custo da contratação de uma babá. Acompanhe!

Fatores que afetam o custo da contratação de uma babá

Além de proporcionar companhia e atenção aos filhos, as babás auxiliam os pais no cuidado com as crianças, o que libera um pouco do tempo destes últimos para realizar outras tarefas. É por isso que é importante que os pais saibam quanto custa ter uma babá e quais são seus direitos e deveres como empregador. A saber, a babá se encaixa na categoria dos trabalhadores domésticos, conforme você poderá conferir aqui: Qual o CBO da Babá?

O primeiro passo é calcular quanto você pode gastar com salário, benefícios e impostos. A média salarial de uma babá é de R$ 1.212,00 [salário mínimo federal], mas pode variar de acordo com a região do país, visto que 5 Estados brasileiros estabelecem pisos regionais.

Para saber qual o valor mínimo que deve ser pago em cada Estado, acesse: Mínimo nacional e pisos regionais para babá [atualizado]. Além disso, é importante considerar os custos com os benefícios, como vale-transporte. Os gastos com vale-transporte pode chegar a mais de R$ 200 por mês.

Outros custos a serem considerados são os encargos trabalhistas, que variam de acordo com o salário da babá. No geral, os encargos trabalhistas para o empregador representam cerca de 14% do salário da babá.

São encargos do empregador:

Imagine que uma babá, contratada por você, receba o salário mensal de R$2.000,00. A sua contribuição mensal será representada pelo valor de R$ 400,00, onde 8% deste valor será direcionado para o FGTS. Entretanto, os gastos não se esgotam com os encargos, visto que é preciso incluir gastos anuais como pagamento de férias e 13º salário. Além disso, ainda existem os gastos com vale-transporte que já mencionamos aqui.

Por isso, é importante avaliar os custos envolvidos na contratação de uma babá e ponderar os benefícios que essa contratação pode trazer para a família. Para um melhor entendimento, vamos detalhar rapidamente os principais itens em uma tabela.

Custo salarial: dependerá de fatores como localização e jornada de trabalho. É importante ressaltar que as babás têm direito a receber pelo menos o salário mínimo vigente para jornadas de trabalho até 44 horas (R$ 1.212 em 2022).
Encargos trabalhistas: outro fator que influencia no custo total da contratação de uma babá é o pagamento dos encargos trabalhistas, como INSS patronal [8 %], FGTS [8%], FGTS Compensatório [3,2%], Seguro Contra Acidentes [3,2%] que são calculados sobre o salário bruto da babá.
Gastos com Férias Remuneradas: a babá tem direito a férias anuais remuneradas de 30 (trinta) dias, com acréscimo de, pelo menos, um terço do salário normal, após cada período de 12 (doze) meses de trabalho prestado ao mesmo empregador.
Décimo Terceiro Salário: a babá tem direito ao 13º salário sempre que completar ao menos 15 dias trabalhados no mesmo emprego durante o ano.
Transporte e Alimentação: a babá tem direito ao vale-transporte, sendo que o empregador poderá descontar até 6% do valor do salário da funcionária. A lei não prevê a obrigação de vale-refeição para a categoria doméstica, mas caso o empregador ofereça alimentação, não poderá descontar de seu salário.
Horas Extras e Adicional Noturno: a jornada de trabalho pode variar de acordo com as necessidades da família, mas geralmente é diária e pode durar até 8 horas. O excedente de horas, ou seja, não previstas em contrato, devem ser pagas como horas extras. Assim como o trabalho considerado noturno [22h às 5h da manhã seguinte] deve ser remunerado com adicional.

Como deve ser feita a folha de pagamento da babá no eSocial?

Para o gerenciamento do eSocial, é importante que o empregador mantenha as informações atualizadas sobre a sua funcionária, inclusive a situação de vínculo. No caso das babás, isso significa estar atento aos seus dados pessoais, às suas horas trabalhadas e aos valores pagos.

No eSocial, o empregador deve informar o valor total a ser pago à babá no mês, incluindo o salário e os benefícios. É importante lembrar que esse valor deve ser depositado na conta corrente da babá até o sétimo dia útil do mês seguinte ao da prestação dos serviços.

Como vimos, contratar uma babá pode gerar diversos custos, como salário, encargos, impostos e outros. O serviço de gestão da SOS Empregador Doméstico resolve todos esses problemas para você, de forma que você possa se dedicar exclusivamente às suas tarefas e não se preocupar com questões administrativas.

Além de nos preocuparmos com todos os detalhes de pagamento e recolhimento de encargos e impostos, nós cuidamos da emissão da folha de pagamento da babá, garantindo que tudo seja feito dentro da lei e que você não tenha nenhum problema com o eSocial. Entre em contato conosco e saiba mais!

Posts relacionados

Deixe um comentário